quarta-feira, 10 de agosto de 2011

TEM ANÔNIMO QUE "SE ACHA"

IArtigo

Você já reparou como as pessoas são bastante preconceituosas quando emitem uma opinião sobre algum famoso? Elas se colocam num patamar superior em relação àqueles que alcançaram a fama, duvidando de todo e qualquer ato praticado por eles. Por trás disso tudo, uma exagerada presunção.

Que o preconceito é uma característica inerente à raça humana, ninguém duvida. E ele fica ainda mais evidente quando as pessoas se referem aos famosos. Todo mundo, mesmo sem conhecer aquela pessoa tão conhecida, tem uma opinião formada sobre ela. “Ah, eu não gosto de fulano por isso, aquilo e aquilo outro”. Um comentário como esse não é baseado em quase nada, somente numa ideia preconcebida sobre o alvo. Muitas vezes, os críticos não pesquisam uma linha sobre o criticado, apenas fundamentam os seus comentários pelo o que ouvem de outras pessoas.

Quando, por exemplo, um artista famoso diz que ele próprio é quem atualiza o seu blogue, parte do público coloca isso em questão. “Você acha que ele escreveria tão bem? Claro que não! Isso aí é trabalho da assessoria”. A pessoa que se tornou famosa não pode ter estudado como outra qualquer? Será que ela também não adora ler e por isso tem intimidade com a língua portuguesa? Aqui, não se trata de ingenuidade, trata-se de constatar que as pessoas são capazes, independentemente de serem famosas ou não.

Outro dia, numa famosa rede social, um internauta fazia comentários negativos em relação à cantora Claudia Leitte e, num determinado momento, a chamou de mediócre (assim mesmo, com o agudo no “ó”). Eis a pergunta: quem, na verdade, é o medíocre dessa história? Fica a reflexão. Não dá para se colocar num pedestal e achar que você é melhor que todo mundo. Você não é. Não se iluda.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

Copyright © Desde que eu me entendo por gente

Design by Josymar Alves