quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A EDUCAÇÃO INTEGRAL E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA

IArtigo

A sociedade atual exige que a escola seja muito mais do que um ambiente que só repassa conhecimentos, mas um local em que o aprendizado seja significativo e que os alunos tenham contato com as diferentes áreas do saber. Nesse sentido, a proposta de uma educação integral surge para preencher uma lacuna presente nas unidades de ensino da educação básica.

O aluno precisa ter prazer em frequentar a escola e, para isso, é necessário que gestores e educadores criem estratégias para tornar o universo educativo cada vez mais atraente e agradável. Dessa forma, o estudante vai começar a ver um sentido maior no processo de ensino-aprendizagem, uma vez que o ambiente escolar atenderá a todas as suas aspirações. Ou seja, haverá um equilíbrio entre a atividade de aprendizado formal e a atividade de aprendizado de caráter mais lúdico.

É muito importante para o aluno poder utilizar todas as suas potencialidades dentro da escola. Como as turmas são formadas por um público heterogêneo, sempre vai existir aquele aluno que não se sairá muito bem em português ou matemática, mas que terá habilidade para outras disciplinas. A educação integral contribui na identificação disso e visa dar oportunidade para o aluno se expressar nas mais diferentes linguagens.

A introdução de aulas extracurriculares no âmbito da escola pública auxilia numa maior qualidade do ensino e faz com que o aluno tenha uma relação de pertencimento mais abrangente acerca da unidade de ensino da qual faz parte.

A nova escola pública é aquela que se esforça para criar atividades interessantes para os alunos. Essas atividades devem atender aos aspectos constantes nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) da educação básica, bem como respeitar o universo das crianças e dos adolescentes, sujeitos em formação e com interesses diversos.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

3 comentários:

  1. Deve ser um desafio enorme fazer uma gestão de qualidade em uma escola integral. Mas os desafios estão aí para serem vencidos, não é msmo?

    ResponderExcluir
  2. Tomando por base algumas prefeituras da Bahia, o salário médio d@s professor@s giram em torno de R$ 600 [20h], del@s exige-se graduação [completa!];estudamos de 4 a 5 anos, e com o diploma nas mãos descobrimos q nem precisaria disso tudo, trabalhadores com o nível médio possuem vencimentos bem melhores...Sem nem mencionar as escolas sem banheiros, cadeiras, teto,água, livros... Enfim,mesmo sendo milagreir@s abnegad@s @s profissionais da educação desse país terão q cortar um dobrado p ñ carregar mais essa culpa: a do fracasso das escolas integrais...


    Mas, [ainda assim] a ideia me atrai... é como diz uma sábia colega de trabalho: "Professor é bicho discarado,viu?!" =)

    ResponderExcluir
  3. Tudo o que foi falado é realmente necessario, mas ainda sofremos com descaso dos poderes públicos e o estado de abandono da educação pública. Uma escola nunca será atraente para um aluno se não tiver nem as mínimas condições de uso! Curti os textos daqui do blog! VOu virar seguidor! Espero que dê uma passada lá no meu blog tambem! Abraço!

    ResponderExcluir

Copyright © Desde que eu me entendo por gente

Design by Josymar Alves